ed-sheeran-sp-credito-brazil-news-manuela-scarpa-13-920x627

Mais dinâmico e comunicativo, Ed Sheeran faz show grandioso em sua “Divide Tour”

Após dois anos, Ed Sheeran está de volta ao Brasil trazendo sua nova digressão, a “Divide Tour.” No último domingo,dia 28, o ruivo se apresentou no Allianz Parque, em São Paulo, sendo este, seu primeiro em estádio no país.

Com aproximadamente mais de 20 mil fãs presentes, o britânico mostrou, mais uma vez, que sua voz e seu violão, é o suficiente para fazer um show grandioso; Sendo pontualíssimo, quando marcou 20hrs, já era possível ver ele entrando no palco aos primeiros acordes de “Castle on the Hill”, sucesso de seu mais recente trabalho.

Recordando algumas coisas, Ed pisou pela primeira vez no Brasil em 2015, enquanto divulgava o álbum “Multiply.” Ainda introvertido, o cantor entregou bons shows naquele ano, mas, com essa nova fase, ele finalmente pode mostrar ao que veio. Sheeran está um artista muito mais seguro de si agora, não bastante sua vitória no Grammy, e detentor de um dos álbuns mais rentáveis do último anos, esses fatores com certeza contribuíram para a emersão de sua personalidade.

Se antes ele ficava preso ao microfone e pedestal, agora não mais. Ed aprendeu a caminhar no palco, ele agora fala com o público, não se atém a mais nada; A estrutura de seu show ainda continua simples, mas agora os telões possuem um efeito que casa com a música apresentada. É um show à parte.

Mas nada disso se compara aos vocais poderosos e o seu talento espantoso com o instrumento de cordas, Em músicas como “Dive”, “Thinking Out Loud” e “Photograph”, ele demonstrou não somente seu talento musical, mas também sua capacidade de conduzir um público enorme. Isso tudo sem dançarinos, explosões ou plataformas suspensas. Inclusive, em uma das brincadeiras do show, ele desafiou os fãs a cantarem mais alto que os argentinos, que segundo ele, foram os mais altos dessa etapa da turnê haha claro que a galera não fez feio!

Cantando o hit “Shape of You”, o compositor fez uma breve despedida, mas logo retornou ao palco, vestindo a camisa do Brasil, para cantar “You Need Me, I Don’t Need You” – e foi nesta música, a última da noite, que uma coisa que já era óbvia, ficou mais clara ainda, Ed pode ser rapper SIM, e dos melhores se ele quiser, o talento transborda dele.

Com uma 1h40 de show, o cantor conseguiu levar um show imponente sozinho, dando uma surra de dinamismo no palco. Apesar da comunidade da música pop ter pegado um pouco de ranço dele ultimamente, mediante as suas últimas entrevistas, uma coisa ninguém pode negar: Ed Sheeran é um artista único, não há ninguém que consiga bater de frente no segmento que ele está, e em sua “Divide Tour”, ele só reforça isso.

(Crédito fotos – Manuela Scarpa)

 

Estudante de jornalismo,carioca, 23 anos, fã de Adam Lambert, OneRepublic, Queen, Florence and The Machine, Rihanna, que curte livros policiais e de suspense/terror. Adora assistir filmes, séries como Orphan Black, How To Get Away With Murder e American Horror Story.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *